Sindicato dos Metalúrgicos de Itatiba e Região comemora 27 anos de fundação e lembra conquistas para os trabalhadores

O Sindicato dos Metalúrgicos de Itatiba e Região comemora nesta terça-feira (29) seu 27º aniversário de fundação. São quase três décadas de lutas contínuas e uma série de conquistas para trabalhadores que representam a categoria em indústrias de Itatiba, Vinhedo, Itupeva, Louveira, Jarinu e Morungaba.

Me lembro como se fosse hoje. Já se passaram quase três décadas mas tenho claramente na memória como foi importante para toda a nossa categoria aquele dia 29 de março de 1989”, diz José Avelino Pereira, o Chinelo, um dos fundadores da entidade onde hoje atua como diretor financeiro.

29 ANOS SINDICATO 1

De acordo com ele, a chegada do Sindicato dos Metalúrgicos à região de Itatiba fez com que as empresas passassem a profissionalizar e dar mais atenção a seus funcionários. “Naquela época não tinha registro em carteira de trabalho. Os colegas metalúrgicos eram contratados e após os 90 dias de experiência eram dispensados, ou então continuavam trabalhando sem ter os seus direitos assegurados”, lembra.

Ao recordar a fundação do Sindicato dos Metalúrgicos de Itatiba, Chinelo destaca a importância de companheiros que, segundo ele, foram fundamentais para o crescimento da representatividade sindical. “Não podemos deixar de lembrar dos amigos Zé Gaiola, Nega Luzia, seu Antônio, Silvani, Cardoso e Cabeça”, diz ele. “Foi este grupo que ajudou o Sindicato a chegar onde está hoje”.

CONQUISTAS

Além do direito a registro em carteira, Chinelo lembra que foi com muita luta que os empresários da região se convenceram da importância de dar a seus empregados planos de saúde, cestas básicas ou vale-alimentação, assim como transporte e a garantia do piso salarial.

Foi uma luta danada convencer o patrão a dar o café da manhã aos trabalhadores do primeiro turno. Foi uma luta fazer com que eles entendesse que, bem alimentados, produziam mais. Tivemos de fazer os patrões enxergarem que se os trabalhadores usassem o salário para tomar café em casa, isso faria falta a seus familiares”, conta.

29 ANOS SINDICATO 2

REPRESENTATIVIDADE

Como um dos fundadores, Chinelo também faz questão de lembrar que os Metalúrgicos de Itatiba participaram da criação das principais centrais sindicais do País. Hoje, ele próprio atua como primeiro vice-presidente da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros), uma das representações dos trabalhadores que mais crescem em todo o País.

Chinelo também destaca a participação do Sindicato em entidades nacionais e internacionais, como a Fitmetal e a FSM (Federação Sindical Mundial). “Recentemente, representando a CSB, conquistamos um assento no Codefat (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador), que é o órgão que faz a gestão dos recursos do FGTS”, explica.

29 ANOS SINDICATO 3

LONGEVIDADE

Atual presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Itatiba e Região, Igor Tiago Pereira é quem tem direcionado as ações da entidade nos últimos anos. Para ele, o atual momento enfrentado pelo País é um dos mais difíceis já sofridos pelos trabalhadores.

Assumimos a missão de continuar a luta em defesa dos metalúrgicos de nossa região já de algum tempo e percebemos o quanto o sindicato é importante na defesa dos direitos dos trabalhadores. É esta entidade que comandamos que tem enfrentado o desemprego na nossa região, buscando diálogo com as empresas e fazendo com que os patrões reflitam sobre a importância do trabalho para os milhares de chefes de famílias que representados”, avalia. “É por tudo isso que estaremos sempre em alerta, lutando para o bem do trabalhador que representamos”.

FacebookTwitterGoogle+WhatsApp

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *