Diretores do SindMetal Itatiba participam, em Florianópolis, do Congresso Estadual da CSB

 

O presidente, o vice-presidente e o diretor financeiro do Sindicato dos Metalúrgicos de Itatiba e Região (SindMetal Itatiba), Igor Tiago Pereira, Carlos Adriano de Lima e José Avelino Pereira, o Chinelo, respectivamente, participam, desde ontem, em Florianópolis, Santa Catarina, do 1º Congresso Estadual da CSB – Central dos Sindicatos Brasileiros.

WhatsApp Image 2017-04-04 at 19.39.24 WhatsApp Image 2017-04-04 at 20.00.19 WhatsApp Image 2017-04-04 at 20.17.04 WhatsApp Image 2017-04-05 at 09.28.19 WhatsApp Image 2017-04-05 at 09.28.20 WhatsApp Image 2017-04-05 at 11.48.38

Este é o primeiro, de uma série de Congressos Estaduais que a CSB promoverá neste ano de 2017. Durante quatro dias, representantes de mais de 50 entidades filiadas à Central participarão de debates e palestras que devem reunir autoridades políticas e intelectuais para a discussão das propostas de reforma da previdência, trabalhista, terceirização, e outros importantes assuntos que norteiam os direitos da classe trabalhadora.

Segundo a assessoria da CSB, na abertura solene do evento, a importância da formação política e mobilização dos dirigentes sindicais, as ameaças de retrocessos nos direitos fundamentais dos trabalhadores propostas pelas reformas trabalhista e previdenciária e o Dia Nacional de Paralisação contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, o Projeto de Lei (PL) 6787 e o projeto de terceirização sancionado pelo presidente da República em março foram os principais temas destacados.

Antonio Neto, presidente da Central, conclamou os trabalhadores a se engajarem e participarem da greve geral do dia 28 de abril ao relembrar a trajetória de luta da CSB. Para Neto, “o atual momento político de enfrentamento pede uma resposta aos ataques à classe operária e a demonstração da força do movimento sindical”. Hoje, a CSB tem filiados mais de 750 sindicatos, 30 federações e uma confederação, representando mais de cinco milhões de trabalhadores por todo o País.

Chinelo, que também é vice-presidente da CSB, destacou que o Sindicato dos Metalúrgicos de Itatiba também está engajado para fazer valer os direitos da classe que representa. “Temos um histórico de quase 30 anos voltados para a defesa dos trabalhadores e não vamos deixar que o governo atual, simplesmente, mude as regras e enfraqueça nossa classe de trabalhadores. Precisamos mostrar nossa força”, destaca o sindicalista Chinelo.

O presidente do SindMetal Itatiba também reforça a luta que o Sindicato vai travar pela defesa dos diretos dos metalúrgicos da região. “Chegou a hora de sairmos às ruas. De parar o Brasil no próximo dia 28 e mostrar, em definitivo, que não aceitaremos termos nossos direitos pisoteados”, finaliza.

FacebookTwitterGoogle+WhatsApp

Você pode gostar...